Inflação 2015

10,67& foi a inflação oficial no Brasil em 2015 (fonte: IBGE).

A inflação real é maior. Mas vamos utilizar o dado oficial.

Fora os impostos já estabelecidos, são mais 10,67% de riqueza transferidos para o governo e seus favorecidos, do que havia sobrado para o trabalhador. São mais 10,67% do total de dias úteis de 2015 – 27 dias! – trabalhados exclusivamente para o governo. Lembrando que em 2015 o brasileiro só havia começado a trabalhar para ele mesmo no dia 2 de junho.

Até esta data, eram 103 dias úteis trabalhados para o governo, o que, somados aos dias tomados via inflação, resulta em 130 dias de transferência de renda, do povo para a classe política.

Diante deste cenário, é razoável imaginar que com o surgimento das moedas criptográficas, que possuem mineração descentralizada, como a do ouro e da prata, as futuras gerações olharão para trás e verão os bancos centrais da mesma forma que a geração atual vê a escravidão.

Finalizamos com algumas citações sobre esse fenômeno:

A coisa mais importante a lembrar é que a inflação não é um ato de Deus, que a inflação não é uma catástrofe natural ou uma doença que vem como uma praga. A inflação é uma política. (Ludwig Von Mises)

A inflação é um meio poderoso e sutil que o governo dispõe para apropriar-se dos recursos do público; procedimento cujo efeito não se nota imediatamente e, por isso, não determina uma reação dolorosa. (Murray Rothbard)

Libertei mil escravos. Podia ter libertado outros mil se eles soubessem que eram escravos. (Harriet Tubman)

Anúncios

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s